CORONAVÍRUS: Lara, Pontes e Nery reforça medidas de higiene

CORONAVÍRUS: Lara, Pontes e Nery reforça medidas de higiene

Motivado também pela prevenção a outras viroses, escritório ampliou dispensadores de álcool gel, disponibiliza máscaras, papel toalha e luvas descartáveis.

A pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) que está sendo acompanhada já algumas semanas por meio dos noticiários, bem como sua chegada ao Brasil – já são mais de 100 casos confirmados no país –, aumentaram o alerta em relação às medidas de prevenção a contaminação de vírus.

Pensando nesse viés, o escritório de advocacia Lara, Pontes & Nery, cuja sede fica em São Luís (MA), resolveu intensificar os cuidados em relação à higiene e medidas de prevenção. “Somos dezenas de advogados e colaboradores circulando entre salas e escritórios, em contato com clientes que vêm até a nossa sede, além da ida a fóruns e participação de audiências. Estamos sempre em contato com várias pessoas e as medidas de higiene são essenciais para evitar o contágio de diversas viroses que nos acometem”, explica o advogado Antonio Nery, um dos sócios.

De acordo com ele, no escritório seguiu-se as normas regulamentadoras da Agência Nacional Saúde para hospitais. Foram instalados dispersores de álcool gel nos pontos de circulação de pessoas no escritório, como corredores e banheiros, sempre estimulando o uso antes de pegar nas maçanetas das portas, por exemplo.

Também foram disponibilizadas toalhas de papel à vontade e álcool gel em todas as salas, além de incentivar o uso de frascos individuais a todos os colaboradores e associados. Luvas descartáveis e máscaras descartáveis também estão disponíveis a quem chegar ao escritório, principalmente àqueles que possam estar com algum sintoma de gripe ou resfriado.

Por ter se antecipado, o escritório Lara, Pontes e Nery conseguiu itens de prevenção, como álcool em gel, máscaras e luvas descartáveis com facilidade e possui estoque que conseguirá suprir a necessidade ainda por mais alguns dias.

Os advogados da banca maranhense estão otimistas e esperam que o Coronavírus não alcance com força o Maranhão – o Estado não tem nenhum caso confirmado até o momento. Mas ressaltam que, se forem necessárias medidas mais rigorosas, o escritório está preparado. “A grande maioria dos nossos processos são eletrônicos e estamos preparados para funcionar em sistema home office. E também acredito que, dependendo da situação, medidas serão tomadas pelo Poder Judiciário, como suspensão de audiências e prazo”, avalia Nery.